Cachorros entendem os humanos?

Cachorros entendem os humanos?

É comum as pessoas se perguntarem: os cães entendem quando falamos com eles? Estudiosos encontraram evidências científicas para corroborar o que muitos donos de cachorro já dizem há séculos: os cães entendem quando seu tutor fala com ele.

No estudo, publicado pelo periódico “Science”, pesquisadores na Hungria analisaram imagens de ressonâncias magnéticas do cérebro de cães enquanto os animais ouviam seus treinadores falando. O objetivo era determinar que partes do cérebro estavam sendo ativadas quando eles escutavam os treinadores. Os cientistas descobriram que os animais processam as palavras ouvidas com o hemisfério esquerdo do cérebro e a entonação da voz, com o direito. Exatamente como os humanos.

 

Mas, para os cachorros entenderem, é preciso ser coerente. Na pesquisa, os cães só registraram que estavam sendo elogiados, por exemplo, quando as palavras e o tom da voz eram positivos. Palavras sem sentido em um tom encorajador ou palavras positivas em um tom neutro não tinham o mesmo efeito.

 

Os pesquisadores ressaltam que essa descoberta não significa que os cães entendem tudo o que os humanos dizem ou que eles possuem uma habilidade em linguagem semelhante à do homem, mas que os resultados confirmam a teoria de que esses animais prestam atenção não apenas em quem somos e como dizemos as coisas, mas também no que dizemos.

 

 

Os cães entendem a linguagem corporal humana. Qualquer dono de cachorro sabe que o bicho é perfeitamente capaz de compreender gestos e olhares, como a indicação de um local para o qual apontamos ou um olhar de reprovação. O que poucos sabem, porém, é que essa habilidade de compreensão da nossa linguagem corporal é extremamente rara entre os animais — nem mesmo os chimpanzés podem interpretar tão bem nossos gestos quanto os cachorros.

Publicidade

 

Além de entender nossos gestos e olhares, cães também podem ser treinados para aprender palavras e seus significados. Certa vez, uma pesquisadora da Alemanha descobriu que seu cachorro aprendeu os significados de dezenas de novas palavras por meio de um processo de dedução lógica igual ao que crianças usam para descobrir nomes de objetos desconhecidos. Em outro experimento um professor de psicologia conseguiu fazer com que sua cadela aprendesse o nome de mil objetos.

 

Os cachorros podem não falar, mas nem por isso são incapazes de se comunicar com os humanos. Assim como o choro de um recém-nascido pode ter vários significados, os cães usam diferentes tipos de latidos e rosnados para se expressar e ser compreendido pelos humanos — pesquisas mostram que os latidos representam apenas 3% das vocalizações dos lobos, provando que o hábito de latir é mesmo um recurso decorrente da domesticação. Outros estudos indicam ainda que a maioria dos donos parece entender os significados dos diversos latidos de seus cachorros.

 

Os cachorros fazem e valorizam amizades. Ao contrário do que acontece em outros grupos de animais, os líderes das matilhas não são um casal reprodutor dominante, mas sim os cães que têm mais amigos. Quanto maior a “rede de contatos” de um cachorro, maiores são as chances de que os outros o considerem um líder e o siga aonde ele for.

 

Além disso, existem fortes indícios de que o sentimento de empatia, ou seja, de se sentir mal ao ver alguém sofrendo e ficar feliz quando alguém sorri, está presente nos cães. Em 50% dos casos de briga entre dois cachorros, um terceiro elemento que não estava envolvido na luta se aproxima do perdedor. A aproximação aconteceu mesmo nos casos em que esse terceiro elemento não tinha visto o embate. Isso significa que os cães reagem ao comportamento do companheiro de espécie que indica a derrota.

 

Por fim, os cães são capazes de enganar os donos. A inteligência dos cachorros também tem seu lado negativo. Um estudo realizado na Universidade de Viena, na Áustria, mostrou que os cães sabem quando estão ou não sendo observados pelo dono e se comportam de formas diferentes de acordo com isso. Os pesquisadores chegaram à conclusão de que os animais desobedecem mais ordens quando os donos não estão no mesmo ambiente que eles ou estão distraídos por alguma outra atividade, como ler ou ver TV.

 

Quer saber mais sobre o mundo animal? Continue nos seguindo aqui e nas redes sociais do e-animals.

Compartilhe:
6 de agosto de 2019 / por / em ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *