Cães sentem saudades?

Cães sentem saudades?

Um estudo feito pelo cientista norte americano Gregory Berns mostra que sim, os cães sentem saudades. Neste estudo foi analisado as reações no cérebro de um peludo quando ele era exposto a cinco cheiros diferentes: de um cão conhecido, de um cão com o qual ele nunca teve contato, de uma pessoa conhecida, de uma pessoa estranha e ao seu próprio cheiro.

 

Quando o cãozinho sentia o cheiro de uma pessoa familiar, a região do cérebro responsável pela associação de coisas boas e expectativas positivas era ativada, comprovando que sim, os cães desenvolvem conexões emotivas assim como nós, humanos.

 

Quando um cachorro companheiro morre ou vai embora, a primeira reação notada no comportamento do cão que fica é a tristeza. O cachorro pode evitar brincadeiras, ficar a maior parte do tempo deitado e, às vezes, reduzir o volume de ingestão de comida.

 

O caso pode ser ainda mais sério. O animal pode começar a desenvolver doenças psicossomáticas, como a dermatite, causada pela lambedura excessiva. Outra doença que pode surgir por conta de lamberem uma região específica nos membros inferiores ou posteriores é a dermatite acral. Os cães fazem isso como uma compulsão tamanha que chega a causar lesão circular, avermelhada e que pode exsudar.

 

O mesmo pode acontecer quando ficam sozinhos muito tempo longe de seus donos. Quando nós, humanos, sentimos saudade de algo ou então estamos tristes com alguma situação, a melhor opção para esquecer e superar esse sentimento de tristeza é manter a cabeça e corpo ativos, não é mesmo? Quem nunca ouviu a expressão “mente vazia, oficina do diabo”?

Publicidade

 

Com os cães acontece o mesmo. Quando eles não são estimulados física e mentalmente, os sentimentos ruins de saudade e solidão tomam proporções cada vez maiores, gerando cada vez mais comportamentos ruins não só para o tutor, como também para ele mesmo. Existem algumas maneiras de ajudar seu peludo a minimizar esses sentimentos ruins e, consequentemente, os comportamentos indesejados.

 

 

Brinquedos interativos que tragam algum estímulo e desafio para o pet irá estimular o seu peludo a continuar brincando e esquecer um pouco a solidão. Uma garrafa pet com ração dentro e um pequeno furo para liberar os pedaços de ração aos poucos será um grande desafio para ele. Em dias de calor, cubos de gelo com um pedaço de petisco ou até mesmo de frutas – maça e morango, por exemplo – dentro são uma ótima opção para manter seu pet estimulado em períodos de solidão.

 

Outra opção é encontrar uma pessoa para fazer visitas ao seu cão, interagindo com ele e oferecendo passeios a cada visita. Isso, com certeza, trará ótimos resultados já que ele terá companhia e atividade física para distrair.

 

Quer saber mais sobre os animais de estimação? Continue nos seguindo aqui e nas redes sociais do e-animals.

Compartilhe:
16 de março de 2020 / por / em ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *