Gatos precisam passear?

Gatos precisam passear?

Não há uma unanimidade entre os veterinários quando o assunto é passeio com gatos. Eles não possuem a mesma necessidade dos cães, onde o passeio, muitas vezes, é o momento mais esperado do dia: muitos só fazem as necessidades fora de casa e é a oportunidade de interagir com outros cães. Além de, para muitas raças de cães, ser fundamental se exercitar várias vezes ao dia para que os bichinhos fiquem mais tranquilos e felizes.

Os gatos aceitam facilmente a caixa de areia como o único local para fazer as necessidades e as suas tendências sociais variam muito, dependendo do animal. Encontrar gatos desconhecidos pode ser um momento de tensão em vez de ser uma oportunidade de brincar e interagir com outros. Normalmente, o gato marca o seu território com odores que exercem em si próprio um efeito calmante. Ir passear implica estar num ambiente desconhecido sem as marcações que lhe dão segurança. Há também o risco de poder aleijar-se ou até de se assustar ao encontrar cães desconhecidos.

Levar o gato passear pode estimular o animal, mas para muitos a estimulação é exagerada e a experiência é mais estressante do que agradável. Organizar de forma adequada o interior da casa e enriquecer o espaço pode ser uma forma de estimular o gosto pela exploração do gato, sem sair de casa.

Com base nisto, levar o gato passear fora de casa não pode ser considerado uma necessidade, embora alguns gatos pareçam divertir-se e alguns especialistas cheguem mesmo a aconselhá-lo para gatos com tendência para fugir.

 

 

Se seu gato é um deles, não gosta de ficar preso dentro de casa, você deve primeiro acostumá-lo a utilizar o peitoral e a trela dentro de casa, dando-lhe recompensas ao utilizá-los como um biscoito. Mas você deve passar a oferecer o biscoito somente como recompensa ao colocar a coleira, em nenhum outro momento. Depois de habituar o gato ao peitoral, tem de escolher as horas e os lugares mais tranquilos para passear, tendo em conta que a melhor opção será passear num jardim privado onde há menos riscos ou em locais em que ele provavelmente já é familiarizado. E aos poucos ir acostumando o felino com os ruídos da rua, mas sem nunca forçá-lo a sair. O gato precisa se sentir seguro e isso acontece sem pressa.

Publicidade

Lembre-se de garantir que o seu bichano esteja prevenido contra pulgas e carrapatos, e que esteja com o remédio em dia. Ele provavelmente se lembra de como é a rua na frente do seu apartamento e também se lembra de alguns rostos familiares, então deixe que ele vá explorando o lugar aos poucos. Se ele estiver tranquilo até o momento e supercurioso para explorar os lugares, arrisque levando-o para conhecer outras ruas próximas de onde vocês moram. Se ele começar a explorar o ambiente, enfiando o nariz em buracos, testando os troncos das árvores com as patas etc, é sinal de que ele está gostando.

Essas são apenas algumas dicas básicas de como fazer a familiarização dos gatos com o mundo fora de casa, mas é importante entender que, se o seu gato se recusar fazer essa atividade, ele não deve ser forçado, para que não fique estressado ou nervoso. É importante lembrar também que se a sua gatinha estiver no cio, esse não é um período muito propício para fazer um passeio, pois ela irá atrair muitos gatos na rua e você poderá ter problemas.

Gostou das dicas? Temos sempre novidades por aqui e nos acompanhe também nas redes sociais do e-animals!

Compartilhe:
16 de maio de 2019 / por / em ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *