O grandalhão são bernardo

O grandalhão são bernardo

Com origem na Suíça, o são bernardo era levado pelos soldados romanos para os alpes da região. Lá começaram os primeiros cruzamentos, mas nada com muito critério. Foram os monges das redondezas que se responsabilizaram por fazer uma seleção mais aprimorada dos melhores animais e com isso a raça começou a se desenvolver com mais padrão, mais parecido com o que conhecemos hoje. Por volta de 1660, há 360 anos.

No começo sua função era direcionada a guarda dos mosteiros e no auxílio de trabalhos no campo, como animal de tração. Após o ano de 1700, os monges começaram a utilizar o São Bernardo para outros fins, principalmente para missões de resgate. Como na região tinham muitas avalanches, os monges precisavam de ajuda para resgatar os corpos que estavam em perigo. E usavam o são bernardo para isso, devido sua coragem e força.

 

As missões eram realizadas em grupos de quatro animais. Quando eles encontravam alguma vítima de soterramento, dois deles aqueciam o corpo enquanto os outros retornavam ao monastério para pedir ajuda. Com o processo evolutivo começaram a surgir os primeiros cães com a pelagem mais cumprida e a expectativa era que isso ajudasse nos resgates, mas ocorreu o contrário pois a abundante pelagem se prendia na neve dificultando a caminhada dos animais.

 

Em 1810 o são bernardo foi exportado e chegou à Inglaterra, cidade responsável pela oficialização do nome, em 1880. Durante esses anos o animal era chamada de “cão sagrado”. Nos Estados Unidos ele continuou disseminando sua fama e cão dócil e amável e em 1992 com o filme “Beethoven” que ele se tornou um dos cães mais populares da época.

 

Guia de Raças: São Bernardo

Características e comportamento

 

A principal caraterística do são bernardo é o porte enorme, que varia de 70 a 100 kg, e a abundância de pelos. Possui aparência dócil, olhar cativante, orelhas grandes, triangulares e caídas. Sua cor mais comum é a branca com manchas caramelo pelo corpo e pretas na região dos olhos. Existem duas variações da raça: a de pelo mais curto e a de pelo longo, que costumam ser maiores.

Publicidade

 

O são bernardo é extremamente dócil, companheiro e amável. É paciente e cuidadoso e se dá muito bem com crianças. Ele também é teimoso e tem seu tempo para tudo. Não tente forçá-lo a fazer algo que não queira pois senão é capaz dele não fazer nada. A dica é ter paciência e respeitar o ritmo dele.

 

Alimentação e Cuidados

 

É comum o são bernardo ter problemas ósseos, assim é importante que sua alimentação seja rica em cálcio e componentes que possam fortalecer os ossos. Cuidado também para não exagerar na quantidade de comida oferecida, é sempre importante seguir as orientações do veterinário.

 

Por ser um cão muito peludo, é mais comum encontrar o são bernardo em locais mais frios, pois ele não se sente bem em ambientes muitos quentes. Mas, mesmo assim, é comum encontrarmos com cachorros da raça aqui no Brasil. Tornando-se mais importante ainda tomar alguns cuidados como evitar expô-lo a temperaturas muito altas e exercitá-lo bastante, no mínimo três vezes ao dia, além de brincar bastante com ele. Essa raça adora brincadeiras e ficar ao lado do dono.

 

Quer saber mais sobre outras raças de cães? Temos sempre novidades por aqui. E nos siga também nas redes sociais do e-animals.

Compartilhe:
19 de agosto de 2019 / por / em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *