Quer ter um peixe de estimação? Saiba quais as espécies ideais para ter em casa e como cuidar

Quer ter um peixe de estimação? Saiba quais as espécies ideais para ter em casa e como cuidar

Para quem não conhece nada de peixes e está pensando em cuidar de um ou mais, o ideal é escolher espécies de peixes mais resistentes, pacíficos, fáceis de cuidar e saber se gostam ou não de viver com companheiros.

Entre as espécies mais fáceis de cuidar estão os labirintídeos, conhecidos como os peixes mais populares do mundo, dentre eles estão o betta, colisa, peixe paraíso, gourami azul, beijador e trichopsis vittatus. Os labirintídeos são rústicos e podem viver em água pouco oxigenada, pois retiram ar da atmosfera. Para quem deseja ter uma criação, eles são fáceis de reproduzir.

Os coridoras são peixes pequenos, pacíficos e necessitam viver em grupo. Convivem bem com outras espécies, perfeitos para grandes aquários. São bem resistentes, pois sobrevivem em aquários pouco oxigenados. Os coridoras são peixes que nadam no fundo para procurar comida. Existem espécies que morrem rapidamente, mas tem outras bem duradouras, e por isso são bons para iniciantes. Alguns exemplos são: coridora bronze, coridora leopardo, coridora gambá, coridora cauda-manchada, coridora mascarada ou coridora panda.

Outra espécie de peixe é o arco-íris. Eles chamam atenção por serem bem coloridos. São para donos que querem um aquário com bastante cor. Precisam viver em grupos com mais de seis peixes para crescerem estáveis e felizes. São um pouco mais caros do que os outros da lista, mas são ativos e relativamente fáceis de cuidar. Basicamente, precisam de um aquário grande para se moverem e água entre 22 e 26ºC. Exemplos de peixes são o australiano, o arco-íris boesemani e o arco-íris turco.

Por fim, os ciprinídeos são uma família bastante extensa, que tem como característica a forma alongada, compressão lateral, grandes escamas e dentes na parte traseira da laringe. Precisam viver na companhia de seus semelhantes. São ativos, resistentes e fáceis de cuidar. Raramente ultrapassam os 5 cm, mas existem as exceções. Dentre os peixes desta família, os ideais para iniciantes são os danios, neo chinês e rasboras.

Publicidade

Agora que já sabe quais são as espécies de peixes mais fáceis para cuidar em casa, é hora de resolver se irá preferir um aquário pequeno ou um maior. Com base nisso, você conseguirá definir quantos e quais peixes irá comprar. Obviamente que um recipiente pequeno consegue abrigar um ou dois peixes e os de tamanho grande tem capacidade para mais espécies. Os aquários maiores precisam de filtro, ele garante a saúde das espécies de peixes. Decore o aquário para que ele fique parecido com o habitat natural, colocando pedras, areia, esconderijos e plantas artificiais.

Um ponto importante que você deve ficar atento na hora da compra dos peixinhos é saber se as espécies são de cardume ou não, porque se for, será preciso montar um e mantê-lo. E não misture várias espécies de peixes em um mesmo aquário. Procure ter vários peixes da mesma espécie ao invés de vários peixes de espécies diferentes.

 

Curtiu as dicas? Continue nos acompanhando por aqui e nas redes sociais do e-animals!

Compartilhe:
6 de abril de 2018 / 2 Comentários / por / em ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *