Rottweiler – um cão maciço e forte

Rottweiler – um cão maciço e forte

O rottweiler é uma raça muito antiga, um cruzamento que deriva do molossus, um cão trabalhador que foi usado para pastoreio e guarda e, como cão típico da cidade alemã de rottweiler, é conhecido como o “Cão dos açougueiros” – já que fazia a guarda nos armazéns e os ajudava no trabalho.

A partir de 1900, ele também foi considerado um cão de serviço pela polícia, dada a sua capacidade de guarda e sua grande força e energia. Sua fama hoje não é boa e essa raça foi incluída na lista de raças de cães perigosas, que agora não está mais em vigor.

 

Hoje entende-se que o problema da periculosidade canina não é do caráter do cão em si ou da raça à qual pertence, mas sim do comportamento de alguns tutores que escolheram o rottweiler para proteger a casa, treinando-o para torná-lo agressivo e talvez deixando-o acorrentado por quase todo o dia.

 

Personalidade

 Ao contrário da sua fama popular, o rottweiler é um cão calmo e tranquilo, obediente e particularmente apaixonado por seu dono. Pode ser um excelente cão de família, adequado também para crianças.

 

Este é um cão muito corajoso e protetor das pessoas que ele gosta, e é por isso que ele pode intervir em alguns casos, se ele perceber uma possível ameaça. É muito importante não incentivar sua agressão. Se bem amado e cuidado, o rottweiler se socializa imediatamente com outros cães e pessoas de todas as idades.

Publicidade

 

O rottweiler é um cão que precisa da frequente companhia e atenção do seu dono. Ele se adapta bem à vida em casa, desde que seja levado a passeio duas, ou três, vezes por dia, onde tem a oportunidade não só de correr e brincar, mas também de se socializar. O erro que não se deve fazer é ter um exemplar desta raça e relegá-lo amarrado ou preso para fazer dele um cão de guarda, talvez depois de treiná-lo para isso. Não incentive a agressão desse cachorro que, na verdade, tem uma natureza calma e pacífica.

 

 

Saúde

Em geral, essa raça é bastante saudável e não gera grandes preocupações. Porém, como qualquer outro cachorro, o rottweiler está sujeito a alguns problemas de saúde e problemas genéticos. Os exemplos mais comuns são no quadril: a displasia de quadril é uma má formação das articulações do quadril, que costuma causar dor à medida que o cachorro envelhece. É uma doença genética que pode ter vários graus de complexidade. Além disso, exercícios excessivos, lesões e obesidade também podem contribuir ou agravar o problema.

 

Assim como a displasia de quadril, a displasia de cotovelo é uma doença hereditária que provoca má formação dos cotovelos. Alguns cães apresentam má formação do coração ou grandes vasos, geralmente causados por uma herança genética. O rottweiler tem também tendência a ganhar peso excessivo, por isso, é importante monitorar a dieta e evitar o excesso de peso com atividades físicas regulares.

 

Quer saber mais? Continue nos seguindo por aqui e nas redes sociais!

Compartilhe:
17 de outubro de 2019 / por / em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *